História da Cidade

Imagem

Conceição do Rio Verde teve origem em 1732, quando Inácio Carlos da Silveira ganhou uma sesmaria na região de Nossa Senhora da Conceição, à beira do Rio Verde, onde foi construída uma capela dedicada a esta santa.

Já em 1778, Damião Rodrigues Gomes e sua esposa doaram terrenos ao redor desta capela para formação do patrimônio da mesma criada em 1839, que teve como seu primeiro vigário, o padre Francisco Antônio Grilo.

No ano de 1901 foi criada a vila de Águas Virtuosas (atual Lambari) e o povoado de de Conceição do Rio Verde passou a ser um dos distritos daquele Município.

A Lei Estadual nº 556, datada de 30 de agosto de 1911 criou o município de Conceição do Rio Verde, com território desmembrado dos municípios de Lambari e Baependi, cuja instalação se deu em 10 de julho de 1912.

Em 1913, o governo do estado baixou ato que transformou todas as Vilas em cidades. Na época, a população de Conceição do Rio Verde já era de mais ou menos dois mil pessoas.

A primeira Câmara Municipal foi instalada no dia 2 de junho de 1912 e teve como presidente o Capitão José Lúcio Junqueira. Em 25 de outubro de 1913 teve início o abastecimento de água potável do município, em conformidade com a Lei nº 8, de 17 de setembro de 1913.

Em 27 de dezembro de 1948 foi criado o Distrito de Águas de Contendas e anexado ao município de Conceição do Rio Verde através da Lei Estadual nº 336. A Comarca foi criada pela Lei Estadual nº 1093, de 21 de junho de 1954 e instalada no dia 28 de março de 1955, quando tomaram posse o primeiro Juiz de Direito, Dr. Manoel Altomare Nardy e o primeiro Promotor Público, Antonio Gonçalves Ferreira,

O primeiro prefeito foi Lúcio Bernardes Carneiro, que tomou posse no dia 16 de janeiro de 1931.

No dia 13 de fevereiro de 1974, a Matriz de Nossa Senhora da Conceição, recebeu o título e foi elevada à dignidade de basílica, pelo papa Paulo VI. A cerimônia de instalação ocorreu a 30 de agosto do mesmo ano, com a presença de vários bispos e padres, na solene celebração, dentre eles Dom Othon Motta, bispo diocesano da Campanha e Padre Cândido Silva, pároco da Paróquia Nossa Senhora de Conceição de Conceição do Rio Verde. Na arquitetura da basílica, destacam-se as imagens dos doze apóstolos de Cristo, colocadas em cada uma das colunas da nave, em semelhança com a basílica abacial de São Bento, em São Paulo.